Quanto + previsível, + vulnerável você se torna

Se você vem acompanhando o meu conteúdo há algum tempo, já está familiarizado com minhas ideias sobre a famosa zona de conforto.

A questão é a seguinte: no cérebro, o medo foi o primeiro sentimento a surgir e a sua antítese é a segurança. Tudo isso graças ao nosso instinto número 1: a sobrevivência. Portanto, se temos como foco primordial da nossa mente inconsciente sobreviver, é natural buscarmos criar situações que sejam as mais seguras possíveis, evitando ao máximo o inesperado e, consequentemente, não gerando tantos perigos.

Você pode pensar "mas às vezes até o que fazemos rotineiramente pode ter riscos severos". É claro que sim, porém ele é maior quando não sabemos o que esperar.

Por esse fato, é muito fácil criarmos hábitos e mais hábitos: ir sempre pelo mesmo caminho para o trabalho, tomar o mesmo café da manhã, falar com as mesmas pessoas, ir no mesmo horário na academia, ver os mesmos programas de TV, reagir da mesma maneira a notícias negativas e por aí vai. Somos uma máquina incrível para criar rotinas.

Porém, já pensou que as suas ações, sendo extremamente previsíveis, podem ser usadas a favor das outras pessoas e talvez contra você?

Se alguém sabe que você tomará decisões imediatas quando pressionado, pode fazer isso justamente esperando alguma posição mais rápida, causando o erro. Ou que você tende a pedir sempre os prós e contras em primeiro lugar e quando lhe apresentam uma ideia, alguém pode já vir com isso preparado, valorizando exatamente aquilo que você gosta para lhe persuadir.

É preciso estarmos cientes que conforme nossas ações são altamente premeditadas pelos outros, fica fácil para as pessoas tomarem decisões a partir do que vamos fazer e assim somos mais manipulados e persuadidos, consequentemente mais vulneráveis à vontade alheia.

Abra mais seus ouvidos e mente: quando as pessoas comentam sobre os seus hábitos, é algo que está visível e pode ser usado contra você. Verifique bem que tipo de ação rotineira é essa e se teria como as pessoas utilizarem de uma forma a lhe prejudicar.

Ok, você pode acreditar que é um pouco de teoria da conspiração, ou que é muito maldoso pensar isso dos outros. No entanto, é melhor você estar ciente das possibilidades e como sua previsibilidade lhe torna vulnerável, do que apenas torcer para as pessoas não serem ardilosas e usarem isso contra você. E convenhamos, Free LifeStyles não gostam de ser previsíveis, isso indica em fazer sempre a mesma coisa (=P blehhh)

Deixo essa frase para seus próximos dias: “Tenha bons hábitos, mas não se habitue a eles. Tenha bons costumes, mas não se acostume a eles”.

Autor: Alex Born
Fonte: Administradores

Compartilhar no Facebook