O milagre está na execução.

O mundo atual exige cada vez mais a necessidade de pessoas competentes em antecipar coisas, ter brilhantes idéias e adivinhar resultados.
Os sistemas e seus parâmetros de programação nos suportam, cruzam bilhões de possibilidades e nos dão, em segundos, um vasto universo de possibilidades.

Wow! Isto é incrível SIM!

Eliminamos sim, o gasto de tempo, energia e dinheiro.
[MAS]

Um efeito colateral foi desenvolvido com o frenesi das métricas futuras e brilhantes idéias...

É sobre isto que observaremos neste "papo".

Todo o anseio de produzir grandes milagrosos insights através de previsibilidade, viabilidade, "inovação" e blá blá blá think innovation. Trouxeram uma ilusória impressão de eficácia neste campo.

Vivemos na esfera do amanhã, nos munimos do que é preciso e pra onde vamos. Mas deixamos de lado o simples fato do EXPERIMENTAR AGORA.
O cotidiano, SE JOGA!

A necessidade do brilhantismo e previsibilidade torna escasso o IMPROVISO, seja você ou sua empresa. Inibindo o permitir a descoberta do "acaso", do e "se".

Nenhum mirabolante plano é tão eficaz quanto o FAZER.

Somente no FAZER lhe é permitido descobrir, validar, conhecer, aprender, experimentar, surpreender-se, INOVAR...

A vida prática é muito mais flexível do que as duras linhas do plano. Os negócios e mercados são muito mais suscetíveis a movimentos imprevistos.

Portanto, faça sim o seu melhor planejamento e use todas as ferramentas para eliminar perdas. Porém, não esqueça de voltar ao básico LEVANTAR E FAZER.

Permita-se pagar o preço do fracasso (aprendizado), risco inerente da saída da confortável regra, mas é lá que mora o imPOSSÍVEL e inimaginável...a INOVAÇÃO!

Pra seguir o fluxo da inovação é PRECISO VOLTAR ao foco da execução.
O milagre está na execução!

O famoso EURECA está disponível para todos, mas nem todos estão disponíveis para voltar ao básico e aplicar de fato, pagando o preço do fazer.

-#teencontronotopo

Compartilhar no Facebook