Não cometa estes 5 erros no Plano de Negócios

Seu plano de negócios é um roteiro. Use-o para dirigir o seu negócio longe dos inevitáveis buracos e becos sem saída.

1. Você só está pensando no presente.

É necessário construir o seu plano de olho no futuro. Por exemplo, ao olhar para frente, você pode achar que suas margens vão encolher para um nível com o qual você não está confortável. Melhor saber agora que você precisará planejar uma nova margem superior de um produto ou encontrar uma clientela mais lucrativa. Pergunte a si mesmo quais serão os desafios do próximo mês, do próximo ano e daqui cinco anos e construa uma empresa que pode sobreviver a esses transtornos.

2. Você não aborda a competição.

Saiba o que seus concorrentes estão fazendo certo, o que estão fazendo errado, quem é a sua base de clientes e o que define o seu negócio à parte. Seu plano deve definir claramente o que você faz melhor para que você possa capitalizar suas vantagens, seja sua experiência anterior, posse de alguma tecnologia ou um serviço único que o cliente está procurando. Se você não fizer isso, seu plano não vai ajudar a capturar a atenção das pessoas que você mais deseja em sua equipe.

3. Você não lhes mostrar o dinheiro.

Especificidade é a chave, e você não vai ser levado a sério se você não explicar o quanto você está cobrando e por que, quanto a logística (frete) irá custar, e oferecer projeções para quando você se tornar rentável.

4. O perigo está nos detalhes.

Apoie-se no que você diz. Se você acha que vai ser um líder da indústria em seis meses, explique por que poderia ser esse o caso. Seja conservador, realista e cuidadoso. Para esse fim, certifique-se de revisar o seu plano e o deixe fácil de entender. O documento representa você e como irá executar o seu negócio. Certifique-se que ele o represente bem.

5. Acreditar demais em seu plano.

Planejar um negócio não é executar um negócio. Indústrias e mercado mudam, as empresas também precisam se ajustar. Não deixe a administração do plano de negócios ficar no caminho da execução e ação sobre as oportunidades.

Fonte: Entrepreneur

Compartilhar no Facebook