Como saber se você fala demais

Duvido que nenhuma vez na sua vida, você já não passou por um momento de escutar tanto uma pessoa falar seguidamente que ficou tonta e até se frustrou – Como essa pessoa não se toca? Já do outro lado, você pode até não perceber que a outra pessoa está educadamente tentando obter uma palavra, ou sutilmente sinalizando que precisa estar em outro lugar (possivelmente, em qualquer outro lugar se você tem sido muito chato).

Há três estágios para falar com outras pessoas. Na primeira fase, você está na tarefa, relevante e concisa. Mas então você inconscientemente descobre que quanto mais você fala, mais você sente alívio. Muito divertido, tão maravilhoso para você e para o alívio da tensão... mas não para o receptor. Esta é a segunda etapa – quando se sente tão bom para falar, você nem percebe que a outra pessoa não está ouvindo.

O terceiro estágio ocorre depois de ter perdido a noção do que estava dizendo e começa a perceber que você precisa trazer a outra pessoa de volta. Se durante a terceira etapa deste monólogo mal disfarçado como uma conversa, você inconscientemente sentir que a outra pessoa está ficando um pouco inquieta, adivinha o que acontece em seguida?
Infelizmente, em vez de encontrar uma maneira de retomar a sua vítima inocente fazendo-as falar e assim, as escutar, o impulso usual é de falar ainda mais em um esforço para recuperar o interesse dela.

Por que isso acontece? Primeiro, a simples razão é de que todos os seres humanos têm uma fome para ser ouvido. Mas em segundo lugar, porque o processo de falar sobre nós mesmos libera dopamina, o hormônio do prazer. Uma das razões que as pessoas continuam tagarelando muito é porque elas se tornam viciadas nesse prazer.

Nos primeiros 20 segundos de fala, o sinal está verde: o ouvinte está gostando de você, desde que a sua opinião seja relevante para a conversa e, espero, a serviço da outra pessoa. Mas a menos que você é um contador de histórias extremamente talentoso, as pessoas que falam por mais de cerca de um minuto podem estar entrando em uma zona de chatisse. Assim, o sinal fica amarelo para os próximos 20 segundos. Neste momento, o risco é crescente de que a outra pessoa esteja começando a perder o interesse ou pensar que você é prolixo. E quando você chega a quase 1 minuto, seu sinal é vermelho. Sim, há exceções que você pode continuar falando, como uma história fascinante ou de total interesse do ouvinte, mas na maioria das vezes, a esse ponto você virou um mala.

É importante entender porque você fala tanto, até para lidar com isso e prestar atenção ao iniciar uma conversa. Como por exemplo, você acreditar que a pessoa precisa saber de tudo nos mínimos detalhes, ou construir seus pensamentos falando, ou quem sabe até querendo se livrar de algo que está na sua mente por completo. Entender um pouco mais das razões de tagarelar tanto ajuda bastante.

Quer descobrir? Experimente perguntar aos seus amigos se você deveria ser mais preciso e direto nas suas palavras, e depois pergunte por quê.

Um ótimo conselho também é sempre manter na mente que se você não deixar a outra pessoa falar ou não trazer ela para a conversa, a atenção dela pode ir embora e não adiantar nada o que você está fazendo. Não é melhor ir vendo se o ponto que você está falando interessa? Não é melhor manter a pessoa engajada no assunto? Tenha isso em mente e tenha conversas mais Free LifeStyles, pois você vai desvendar novos mundos e se conectar mais com as pessoas.

Fonte: Harvard Business Review

Compartilhar no Facebook