Busque o quê te liberta

É estranho o tanto que as pessoas reclamam, percebem que isso está por demais, param por um tempo, e daqui à pouco, retomam a rotina de reclamações. A justificativa é que o mundo não está legal, as coisas não estão acontecendo, e apenas, estão lutando para serem felizes.

Por ter esse jeito Free LifeStyle é muito comum além de perguntas sobre empreendedorismo, as pessoas me questionarem sobre isso: “ Bru, você parece sempre tão de boa, se divertindo com tudo, o que você acha que traz felicidade? “

A minha resposta, mais clássica, é:

“Busque o que te liberta”.

Normalmente, eu vejo que muito das nossas tristezas, raivas, negativismo, e egoísmo (praticamente todas as coisas ruins) partem de alguma prisão.

Pense um pouco sobre isso:

A frustração de não conseguir “o quê deveria”: É o quê você realmente queria? É algo que a sociedade diz ser importante, assim como para você? Você não está presa à um status?

O relacionamento ruim: É você querendo provar que aquele amor existe, ou é amor mesmo? É seu medo de estar sozinha? Você não está presa à um pensamento fechado, e restrito ao futuro?

Muita pressão no trabalho: Você faz, o quê gostaria? Você busca chegar à um lugar escolhido, como sendo seu proposito? Você está presa à, simplesmente, buscar um cargo maior, porque isso lhe daria poder?

Passei aqui três exemplos simples, mas poderia ter dito mais... O quê acontece é que, normalmente, estamos presos, e isso nos deixa infelizes.

TODA INFELICIDADE TEM ALGUM TIPO DE PRISÃO!

Se você notar nos relacionamentos, o quê mais acontece são as prisões que ambos começam a colocar um nos outros. No início, enquanto as coisas acontecem em liberdade, pela espontaneidade é tudo melhor. Óbvio, não é por ser o início de algo novo... é porque ainda, tudo é mais livre e espontâneo.

Quando as pessoas começam a se aproximar, e querer dominar por ter aquele medo de perda, e tantas outras coisas, elas buscam reprimir mais, e consequentemente, aumentam a infelicidade.

Não é a toa que, o livre arbítrio é o quê todos nós temos. Não importa o lugar em que uma pessoa possa estar, o pensamento dela ainda será dela. Podem até subjugar o corpo, mas mentes livres são felizes... Terrivelmente, temos casos de pessoas que ficaram em cadeias durante anos, mas que se sentiam livres, e felizes. Outras que em lugares paradisíacos, com tudo que o dinheiro pode comprar, não tinham a felicidade; uma prisão invisível do status, da conquista, de tantas coisas...

Quanto mais livre você estiver, melhor será...
  • Liberte-se da necessidade de recompensas, retornos e reconhecimento. Assim, sentirá que recebe mais, do que qualquer cantora no Rock in Rio;
  • Liberte-se de pensar o que os outros vão dizer e será mais respeitada;
  • Liberte-se do medo da solidão, e aproveitará a si mesma e aos outros;
  • Liberte-se do senso comum, e degustará suas loucuras;
  • Liberte-se das expectativas dos outros, e terás ousadia para buscar, o quê realmente ama;
  • Liberte-se da obrigação de ter que se provar, e verás na autenticidade, sua maior beleza;
  • Liberte-se do seu ego, e aprenderá muito mais, ganhando muito mais admiração;

Por incrível que pareça, a liberdade tende a trazer de volta, justamente aquilo que você queria ao se prender. A questão é que dessa forma, as coisas dependem mais de você, o sentimento é seu, assim como a felicidade também.

A essência do Free LifeStyle veio justamente dessa essência: a de que liberdade é vida.

Não é a toa que amores sinceros, só podem nascer em liberdade. Eles não sobrevivem à prisão, pois não podem ser, eles mesmos!

Compartilhar no Facebook