A maneira mais simples de criar paz em relacionamentos difíceis.

Você certamente, já esteve em pé de guerra no seu relacionamento. Daqueles momentos em que, apenas de ver o nome da outra pessoa no telefone, já vem aquele sentimento ruim de que será briga na certa.

A coisa é meio engraçada, se você pensar bem, né? Duas pessoas se amam, querem passar momentos incríveis juntos, buscam o melhor para ambos, mas por alguns motivos, não conseguem mais parar de brigar, e criar opiniões contrarias.

É como se a guerra fosse inevitável...

Mas será que ela é mesmo?

Vou compartilhar de uma história pessoal, que com uso da PNL, tive uma grande ajuda nesse sentido.

Como todo bom casal adolescente que prese, e as vezes até nem o adolescente, chegou um momento, em que a briga era comum, e estar em desacordo virou tradição. Por mais que eu seja super pacato, nessa questão de discutir com pessoas, não tem como você não ficar chateado, revoltado, e pensar em coisas ruins também.

Infelizmente, foi um longo tempo assim. Para a nossa sorte, o carinho e afeição que tínhamos um pelo outro, permitiu que durássemos, até eu descobrir algo super interessante na PNL:

O vício do pensamento e a construção da memória.

Sem explicações mais complexas (se você quiser, depois me procure por e-mail, ou Face) o fato é que podemos habituar a nossa mente a procurar pontos de desacordo, como forma de prevalecer na discussão, tentando assumir “um controle” sobre algo que podemos achar que perdemos, ou não temos.

Em primeiro lugar, assumir controle, só essa frase já é ridícula, afinal o relacionamento é algo a dois, em que nenhum momento, um deve prevalecer sobre o outro, se não ele não potencializa, ele domina... e dominância, sabemos que nunca gerou nada de bom na humanidade.

Em segundo, a ideia de estar sempre discutindo é, até as vezes, uma forma de conseguir atenção diferente, pois a briga é intensa, um sentimento forte... e depois, a calmaria nos faz sentir vivos, inconscientemente. Sim, quando a discussão acaba, existe as pazes, e aquela sensação gostosa de se aproximar novamente. Isso quer dizer, que as vezes buscamos o desacordo, para termos atenção, e uma esperança de carinho na reconciliação.

Leia também - O amor verdadeiro, não machuca

Em terceiro, a memória começa a ficar viciada nessa questão negativa do relacionamento, começa a guardar momentos ruins, e deixa de pegar os bons, mesmo que as pazes existam. É predominante, o lado ruim das coisas. Desta forma, aquele sintoma ruim de que vamos ver quem amamos, o quê é paradoxal, entra em ação. Tem algo bem errado.

Sim, está faltando carinho, atenção, compreensão... um monte de coisa. Mas um exercício simples, ajudou absurdamente o relacionamento.

A última coisa que fica na mente é uma das mais importantes para o novo dia. O cérebro tende a guardar melhor, a última uma hora e vinte minutos de nossos momentos, ainda acordados. O quê indica, se você nas últimas horas estiver olhando piadas, é possível que elas entrem na sua mente de longo prazo, ao dormir.

Assim, como as brigas com a pessoa que ama. É completamente venenoso, ir dormir depois de uma briga...

O que fazer então?

As 3 coisas que admirei em você neste dia.

Exato, você pode começar a reconstruir o caminho da percepção positiva sobre a pessoa que ama, com esse simples exercício, e mudar drasticamente seu relacionamento.

Antes de dormir, por maior que seja a confusão entre vocês, a briga, o sentimento ruim... PARE. Não aceite mais esse pensamento negativo.

E pense, quais foram as 3 coisas que eu mais gostei em você nesse dia.

Sim, vai ser bem difícil no início, além do mais, se você está no calor de uma briga, ou chateado. Mas não importa, vencer a discussão é sempre menor do que aumentar a conexão, e união das pessoas que se amam. Então deixe de ser besta, engula orgulho, e pense no relacionamento que quer construir.

Diga, sinceramente, 3 coisas que admira na outra pessoa:

  • Eu gostei do jeito que você deu “oi” hoje.
  • Gostei, quando me deu um beijo surpresa.
  • Adorei, quando me lembrou, de uma música que eu queria baixar
  • Fiquei encantado com a sua simpatia, hoje na padaria
  • Admirei a forma, como você disse “não” para o seu chefe, quando ele tentou te impor algo, que não era sua responsabilidade.
  • Hoje, me senti tão bem, quando você se preocupou, por eu não estar legal.
  • Curti tanto, quando você me estimulou ir à academia... pois estou precisando de exercício.

Note que são coisas simples, normalmente, que acontecem no dia-a-dia, mas perdemos a habilidade de notar.

Agora, imagine antes do dormir, vocês trocando essas palavras de carinho, percebendo coisas que criaram esse amor que existe em vocês hoje...

Isso certamente, ajudará a mente à não focar só nas discussões, receber carinho de uma forma diferente, e reaproximar ambos.

Como um Free LifeStyle, que quer sempre os melhores momentos, já passou por isso, e usou essa idéia, posso lhe garantir que ajudou consideravelmente.

Então, porque não tentar? Foca nas coisas legais, e bora pra frente.

Compartilhar no Facebook