A justificativa não muda o fato

É tanto quanto engraçado isso, se você não estiver pensando no lado trágico. Vamos lá, um fato é algo que aconteceu, ponto. Se o Brasil, perdeu de 7 a 1 para a Alemanha, você não pode mudar o placar porque não concordava com o Felipão, ou pelo tempo, ou o que quer seja.

O problema é que muitas vezes as pessoas buscam incansavelmente justificar cada vez melhor os ocorridos, e muitas vezes na esperança até de que mude a resolução do que aconteceu. Vamos lá, em primeiro lugar o fato não vai mudar, não importa o que você diga, a única coisa que pode alterar é a sua percepção sobre a situação. Em segundo, isso pode se tornar uma expertise, em enganar a si mesmo para não alcançar os resultados.

Toda a vez que você estiver pensando na desculpa, não está pensando na ação para ajustar o que aconteceu. Foque em resolver o problema, em mudar a situação, para depois pensar no que aprendeu.

A justificativa é um lugar muito confortável para ficar deitado, mas por pouco tempo, a final a realidade é dura para aqueles que se escondem atrás dela.

Gostaria até de salientar que os procrastinadores são normalmente as pessoas mais experts no assunto justificarem fatos, eles podem estar fugindo do fracasso, do sucesso, terem medo daquilo que nem aconteceu, presos no alivio de adiar algo. Porém, assim como a verdade sempre parece, as consequências também.

Eu adoro uma frase do meu amigo Alex Born que diz:

Quem dá desculpa, não dá resultado.

Aposto que você conhece alguma pessoa que é famosa por ser o rei ou rainha da desculpa, que dá até medo de fazer um trabalho junto, pois você sabe que ela não vai te entregar. E pior, quando isso acontece, ela é tão boa em justificar que até você fica com pena, mas isso logo passa e realidade toma conta da situação. Essa pessoa não tem uma boa imagem, não é verdade?

A única coisa que você pode fazer, tentando incansavelmente justificar algo que aconteceu é trabalhar tanto nisso, que seu cérebro pode acabar criando uma mentira, e acreditar nela. O fato não muda, mas a história e a lembrança sim, ainda dessa forma, é uma péssima alternativa.

Portanto, em primeiro lugar, pare a dar justificativas a pessoa que menos merece isso, você mesmo. Os fatos aconteceram, pronto. Você pode interpretá-los, sim e até ajuda para tomar melhores atitudes, mas muda-los jamais. O hoje é a partir de agora, não o que já foi, e a desculpa não mudará suas antigas atitudes, mas sua determinação poderá os próximos resultados.

Compartilhar no Facebook