A curiosidade é o inicio de grandes carreiras.

Eu sempre gostei de observar o mundo, as pessoas... Quando era menino, muitas coisas me intrigavam, e descobri que com o passar do tempo muito mais coisas ainda me intrigariam, um karma para quem gosta de prestar atenção em gente. Do jeito de andar à maneira como falam, do modo como se portam diante de outras pessoas até como olham, enfim, eu gostava de observar.

Sempre tentava adivinhar se as pessoas estavam mentindo, dizendo a verdade ou aumentando uma história. A partir daí o que era apenas um hobby e curiosidade tornaram-se uma constante em minha vida. Só não se tornou uma obsessão, pois percebi que seria um erro e uma chatice. Então, tornei essa busca um prazer à parte.

Porém, uma coisa instigava minha curiosidade mais do que qualquer possibilidade de entendimento e compreensão que me fossem ofertadas. Havia uma vizinha dos meus pais, uma senhora chamada Dona Alzira, daquelas que nascem e se criam na fazenda e mudam com toda a prole para um novo bairro em uma cidade do interior. Com o tempo, a prole cresceu e essa senhora vivia de casa em casa, visitando os “seus”.

Até aí, nada de muito estranho, salvo o fato de sempre nos mesmos horários (várias vezes por dia), mesmos minutos, mesmos segundos, ela passar pelo mesmo ponto, quase como um trem sobre os trilhos, do mesmo jeitinho. Seria coincidência?

Bem, o tempo passou, eu cresci, me tornei pesquisador neurocientista, estudando sinapses, buscando entender as neuras, os neurônios e as neuroses que permeiam a mente humana. E foi aí que entendi a Dona Alzira e muitas outras pessoas e seus comportamentos. Ela tinha TOC. Sim, o famoso e temido Transtorno Obsessivo Compulsivo, que faz das pessoas escravas da própria mente, gerando movimentos e ações sistemáticas, transformando seus servos em zumbis robóticos, sem causa ou explicação aparente (pelo menos para quem assiste).

E o que isso tem a ver com este momento?

Tudo, pois foi graças a essa curiosidade que cheguei aqui, cada vez mais querendo entender da mente e aplicar isso no mundo dos negócios. Buscando saciar um pouco dessa inquietude para ajudar o mundo.

São diversas formas de você ver e querer entender o mundo que podem lhe direcionar a grande paixão da sua carreira. Você tem prestado atenção nessas questões? O que você tem curiosidade em descobrir? Boa sorte e que apareçam muitas pessoas que lhe instiguem a encontrar seu caminho.
_

Lembre que Free LifeStyles sabem que a curiosidade também é o inicio de grandes histórias e aprendizados...

_

Compartilhar no Facebook