3 dicas do que fazer quando a mente trava

Às vezes exageramos no trabalho, nos estudos e nas conversas difíceis. Usamos uma concentração pra lá de pesada e acabamos tendo aquele momento de blackout, em que a mente trava e ficamos com a sensação de não conseguir mais avançar.

É super comum em momentos de exaustão mental, e o pior é se ainda não terminamos o que estamos fazendo. Quando você se encontra nesse momento, e agora, como continuar?

Muitas vezes você usa aquela força extra reserva, mas parece que não adianta, as coisas não estão mais sendo boas ou adequadas, e até começa a questionar o que já foi feito... A situação fica perigosa. Afinal, é frustrante não conseguir seguir e achar que onde chegou não está bom...
Aí vem aquela dúvida: será que devo ser guerreiro(a) e continuar? Afinal, todo mundo fala que determinação é importante. Ou eu devo parar e relaxar um pouco?

Na verdade, existem 3 coisas simples que você pode fazer para ajustar um pouco o cérebro e dar uma recuperada boa para terminar o que precisa, ou simplesmente partir para outra coisa. Apesar de serem comuns, o importante, aqui, é você entender o processo por trás delas e assim fazer as coisas certas.

Caminhada

Um exercício leve pode aumentar a oxigenação do cérebro de uma maneira saudável. Você respira e exige do corpo uma produção de hormônios, além de o fluxo sanguíneo ativar partes importantes do seu corpo e mente.

De vez em quando, uma caminhada até a cafeteria na esquina, ou apenas uma volta na quadra, já podem dar um novo vigor à sua mente, recuperar o gás.

Frutas

Não algo pesado, pois exigiria do corpo uma boa energia para digestão e ainda poderia disseminar a mensagem de descanso total. Mas a ingestão de um alimento mais leve e o açúcar da fruta ajudam a dar energia.

A velha história do “saco vazio não para em pé” faz muito sentido, pois sua atenção se dissipa para busca e atenção aos alimentos, ou conservar energia por falta deles, e assim, ela deixa de estar na sua concentração.

Repouso

Alguns chamam de cochilo ou soneca, mas parar o cérebro de 15 a 20 minutos ajuda muito, desde que consiga, realmente, não pensar no que está fazendo e não passar desse tempo para que não entre em estágios avançados do sono, o que provocaria um cansaço muito forte ao acordar.

Apenas fechar os olhos e diminuir a exigência da mente, permitindo o corpo reorganizar as coisas, e reduzir a necessidade de foco para aliviar a pressão em certas áreas e dedicar a outras, podem ser uma boa alternativa.

A galera Free LifeStyle não vive a história de um guerreiro tolo que se matou por nada, sem conseguir terminar sua jornada. Às vezes, para chegar a um fim você precisa descansar um pouco e fazer uma pausa. Lembre-se que o importante é onde quer chegar, e que parar poderá lhe fazer concluir até mais rápido do que uma sequência surreal de “concentração”.

Um som para relaxar a mente ai no Tilt:

Compartilhar no Facebook